segunda-feira, 2 de setembro de 2013

"Porque amar mesmo eu só sei assim: largo, dentro, denso, na parte mais vasta, com todas as esperanças castas e os gestos despidos de qualquer resquício de medo." - Marla de Queiroz


Nenhum comentário:

Postar um comentário